Pastor Silas Mafafaia abre o jogo e diz o que pensa sobre ministra Damares Alves

Pastor Silas Mafafaia abre o jogo e diz o que pensa sobre ministra Damares Alves
O polêmico pastor Silas Malafaia, voltou ao centro das atenções e tomou partido na polêmica envolvendo dois ministros do governo Bolsonaro.
Malafaia não gostou do comentário de Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) em resposta a Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).
“São muitos anos e décadas de estudo para formar a teoria da evolução. Não se deve misturar ciência com religião”, disse Marcos Pontes à rádio CBN após Damares Alves criticar a “invasão” da teoria da evolução nas escolas e, consequentemente, a perda da influência evangélica no ambiente educacional.
+ Fogo amigo: Pastor famoso critica “grave erro teológico” em sermão de Tiago Brunet
O pastor usou suas redes sociais para se manifestar contra o ministro. “Um aviso ao ministro Marcos Pontes […] se a teoria da evolução fosse verdade comprovada, se chamaria lei da evolução. As leis da ciência são verdades comprovadas que não mudam. As teorias são verdades relativas que podem mudar a qualquer hora”, disparou o pastor.
“Se a criação é uma teoria, a da evolução é pior ainda. Existem mais evidências na natureza para a criação do que para a evolução. Submeta as 2 as seguintes leis e você verá. A lei da biogênese, causa e efeito, 1ª e 2ª lei da termodinâmica. O RESTO É CONVERSA!”, completou Silas.
+ Distantes há anos, Aline Barros usa foto antiga para homenagear Fernanda Brum
Malafaia foi um ferrenho cabo eleitoral na campanha de Jair Bolsonaro para Presidência da República, e tentou influenciar o presidente eleito à colocar Magno Malta em um dos ministérios, mas para decepção do religioso, Malta ficou de fora da lista dos ministros de Bolsonaro, com isso o líder religioso já começou ter os primeiros atritos com o governo que ele tanto se doou e defendeu.
Homem que se passava por pastor evangélico é preso por estupro de menor
Suspeito imagem da Internet (Reprodução)
Mais um caso envolvendo abuso sexual e a figura de um homem que se apresentava como líder espiritual é registrado no Brasil.
O caso reforça o alerta de atenção quanto aos falsos mestres. O “pastor” Rogério Ferreira dos Santos, de 42 anos, foi preso após ser condenado por estupro de vulnerável.
+ Pastor Silas Malafaia toma decisão importante sobre seus programas de TV
Santos se passava por pastor evangélico no município de Simões Filho, que fica na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e a 170 km de Castro Alves, local onde também cometeu o crime.
+ Pastor flagrado “cantando” mulher casada é promovido por Samuel Ferreira
A delegada responsável pelo caso, Aline Cristina Freitas, afirmou que Rogério estava tentando conseguir a tutela de três crianças, quando descobriram que em seu histórico havia uma condenação por estupro de menor.
O Brasil virou manchete internacional nas últimas semanas com a revelação de que o médium conhecido como “João de Deus“, requisitado dentro e fora do país, teria cometido centenas de abusos sexuais durante suas consultas espirituais em Abadiânia, Goiás.
O post Pastor Silas Mafafaia abre o jogo e diz o que pensa sobre ministra Damares Alves apareceu primeiro em O Fuxico Gospel – Notícias gospel, pastores, igrejas, música gospel.